Maranhão chega a 26.795 curados 1.322 mortos e 53.508 casos confirmados da Covid-19 - BLOG DO ILDER COSTA

sexta-feira, 12 de junho de 2020

Maranhão chega a 26.795 curados 1.322 mortos e 53.508 casos confirmados da Covid-19



Nas últimas 24h, foram confirmados 258 casos novos na Ilha de São Luís, 48 em Imperatriz e 1.133 nos outros municípios.

O Maranhão chegou a 53.508 casos confirmados de Covid-19, segundo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgado na noite desta quarta-feira (10). Só nas últimas 24h foram confirmados 1.439 casos novos da doença no estado. São 1.322 mortos pelo novo coronavírus no Maranhão e 26.795 curados.

Dos casos novos, 258 foram na Ilha de São Luís (São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar), 48 em Imperatriz e 1.133 nos outros municípios.


O Maranhão está com 25.391 casos ativos, segundo o boletim, e na revisão de dados foram excluídos um caso de Itapecuru, oito de Jenipapo dos Vieiras, um de São José de Ribamar e um de Turiaçu, todos por duplicidade.

A SES disse ainda que foram 37 mortes confirmadas nas últimas 24h em 12 municípios, sendo eles Ribamar Fiquene, Davinópolis, Matinha, Barreirinhas, Porto Franco, Cajari, Grajaú, Caxias (3), Chapadinha (3), São Luís (3), Imperatriz (9) e Açailândia (12).
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que o Maranhão chegou a 26.789 pessoas curadas. a informação costa no boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (10).
São 25.391 casos ativos, sendo que 24.304 estão em tratamento em isolamento domiciliar, 663 estão em enfermarias e 424 estão em leitos de UTI.
A Secretaria de Saúde garante que 98.904 testes foram realizados no estado em laboratórios públicos e privados para diagnóstico da Covid-19. Foram descartados 44.822 e 868 suspeitos estão sendo monitorados.

Sobre os profissionais de saúde, 1.505 foram infectados, 1.357 estão curados e 24 morreram.

 Ficar em casa
Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Cuidados
Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.



Por G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads

RESPONSIVE ADS HERE

Páginas