São Bernardo já recebeu R$ 6,2 milhões em recursos federais e continua sem UTI - BLOG DO ILDER COSTA

sábado, 16 de maio de 2020

São Bernardo já recebeu R$ 6,2 milhões em recursos federais e continua sem UTI



O município de São Bernardo já recebeu em 2020 mais de R$ 6,2 milhões em recursos federais para serem aplicados na saúde pública municipal. Além desses recursos federais, o município ainda é obrigado a gastar no mínimo 15% da sua arrecadação na saúde.

Detalhe interessantíssimo é que o deputado Edilázio Júnior enviou emenda parlamentar de R$ 2,4 milhões para o município de São Bernardo. Essa emenda parlamentar é um fato inusitado, porque o deputado teve apenas 25 votos nas Eleições 2018, que representa a ínfima porção de 0,18% do eleitorado bernardense.

Edilázio ocupou a honrosa 22ª posição entre os deputados votados na cidade. O grupo do prefeito João Igor votou no deputado Hildo Rocha e não consta tenham rompido, pois em 30 de março de 2020, apenas um mês antes do pagamento da emenda milionária, estiveram juntos na Funasa em entrega de ambulância para a cidade. (Veja foto no final da matéria).

Em reconhecimento aos 25 votos que teve nas últimas eleições, o deputado federal Edilázio Júnior destinas emenda de R$ 2,4 milhões para São Bernardo

Apesar da verba milionária que está nas contas da Prefeitura, ou deveria estar, o prefeito João Igor, que é médico, não anunciou qualquer medida de impacto para o combate ao novo coronavírus, como a ampliação da rede municipal, abertura de leitos de UTI, compra de respiradores, equipamentos de proteção individual, chamados de EPI´s.

Ao que parece, os recursos chegaram ao município, mas ainda não se tem notícia da sua aplicação pela Prefeitura para proteger a vida dos bernardenses.

Para se ter uma ideia do volume de recursos recebidos, somente com a emenda federal do deputado Edilázio Júnior daria para adquirir cerca de 25 respiradores, considerando um preço médio de R$ 100 mil cada, que salvariam centenas de vidas na região.

O prefeito João Igor

Mas o prefeito João Igor já declarou: “Estamos preparados para receber pacientes suspeitos ou confirmados de Coronavírus. O nosso hospital conta ala de isolamento capaz de receber o paciente e, apenas em caso de evolução para um quadro mais grave, é que será encaminhado para outro município”, como publicou o blog Gildean Farias (https://gildeanfarias.com.br/estamos-preparados-para-receber-possiveis-pacientes-suspeitos-ou-confirmados-com-coronavirus-diz-prefeito-joao-igor/).

Ou seja, apesar de ter recebido R$ 720 mil para serviços de Atenção de Média e Alta Complexidade e mais R$ 661 mil exclusivos para enfrentamento da covid-19, não há no hospital municipal um único leito de UTI para receber pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Nem se tem notícia de que, com os R$ 4,5 milhões recebidos para Atenção Básica a Prefeitura esteja montando um Hospital de Campanha para atender a região, ou mesmo tenha ampliado os leitos de enfermaria do acanhado Hospital Municipal Felipe Jorge.

É preciso que a população fique atenta a correta aplicação desses recursos. O Ministério Público também precisa atuar, fiscalizar, cobrar da Prefeitura pronta resposta. Outros órgãos de controle também precisam ficar atentos a como os municípios estão aplicando esses recursos no enfrentamento da covid-19.

O espaço no blog está disponível para que o prefeito João Igor e o deputado Edilázio Júnior apresentem o que está sendo executado com essa verba milionária recebida pelo município de São Bernardo para enfrentar o novo coronavírus.

CONFIRA A EMENDA DE EDILÁZIO


Na foto, de um lado um card do deputado Edilázio Júnior pedindo que o povo maranhense, incluindo o povo bernardense, apresente ao parlamentar os problemas do Maranhão. Do outro, o prefeito João Igor ao lado de seu deputado federal , Hildo Rocha.





Blog do Garrone


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads

RESPONSIVE ADS HERE

Páginas