BLOG DO ILDER COSTA


“Esse incidente aconteceu na parte da frente da embarcação, no lado direito. É uma área compreendida de, mais ou menos, 25 metros.
Não é que tenha um buraco de 25 metros, mas a área afetada (do casco) é de cerca de 25 metros“, afirmou o representante da Marinha.
Robson Fernandes também informou que mergulhadores têm feito inspeções no casco e que o trabalho deve continuar acontecendo ao longo dos próximos dias pela complexidade da análise que precisa ser feita. Juntamente com os mergulhadores, robôs subaquáticos também estão sendo usados para realizar a inspeção.
O ministro Ricardo Salles realizou um sobrevoo na região onde o navio está encalhado, ele parabenizou o trabalho realizado pela Marinha e Ibama.

Confira a nota divulgada pela Marinha do Brasil:
A Marinha do Brasil (MB) informa que realizou hoje (4) a 8ª reunião na Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA), com a presença do Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Também participaram representantes da Vale S.A, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Polícia Federal, Gerência Ambiental do Porto do Itaqui, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Agentes Marítimos.
Informações relevantes:
a) A situação permanece estável, sem indícios de vazamento de óleo ou minério.
b) Hoje, o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobrevoou, em helicóptero da MB, a área de encalhe do navio.
c) As atividades do plano de mergulho estão em andamento, ocorrendo de acordo com condições de segurança adequadas. Relatórios preliminares apontam que o local afetado do navio tem extensão aproximada de 25 metros, próximo à proa, a boreste.
Os órgãos e empresas envolvidos permanecem em estreita coordenação com a Autoridade Marítima, no intuito de solucionar o ocorrido com a brevidade possível, obedecendo normas e procedimentos de segurança, priorizando a mitigação de riscos à poluição e navegação.



Fonte: enquanto isso no maranhão

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem