BLOG DO ILDER COSTA


Com o uso crescente de veículos automotores, o controle de tráfego torna-se cada vez mais complexo. Os veículos, ao se movimentarem, precisam dividi as ruas e avenidas com pedestres.
Para que veículos e pedestres possam se movimentar com segurança, as leis de trânsito devem ser seguidas. Quando as leis de trânsito não são respeitadas, ocorrem os acidentes e congestionamentos.
Um meio que o governo achou para diminuir o número de acidentes, foi instalar as barreiras eletrônicas, no Distrito Federal existem cerca de 180 barreiras em funcionamento. A barreira eletrônica se distingue do radar fixo pela instalação de um painel onde é inserido um display que mostra o valor da velocidade do veículo detectado. A barreira eletrônica é normalmente utilizada em vias de velocidade mais baixa, onde é necessária uma redução pontual da velocidade devido a escolas, travessia de pedestres, etc.
Mais essa semana duas barreiras eletrônicas próximas ao condomínio Del Lago no Paranoá, foram desativadas a base da “bala”.

O jornalista e blogueiro Cláudio Ulhoa, estava passado pela região e viu que as barreiras estavam com buracos semelhantes a tiros, quando parou sua moto para averiguar, se deparou com inúmeros disparos de arma de fogo contra a barreira, uma delas não está funcionando, pois, provavelmente os tiros devem ter danificado as placas.
Na região não tem iluminação a noite, além de ser distante de qualquer casa, ficando assim fácil para a pessoa cometer tal crime.
Art. 163 – Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia: Pena – detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa. Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos, e multa, além da pena correspondente à violência.









Fonte: Blog do Ulhoa

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem