BLOG DO ILDER COSTA


Nas primeiras horas deste sábado (28), o SIG cumpriu mandado de prisão preventiva contra Paulinho Cabreira, de 19 anos, que na última segunda-feira (23), matou a facadas a sua mãe, Marina Cabreira, de 42 anos, e em seguida ateou fogo contra o corpo dela.

Ao assumir o caso o SIG identificou Paulinho como autor do crime, obtendo a confissão dele. Em razão de não mais se encontra em flagrante, após ser indiciado pelos crimes Paulinho foi liberado.

Na manhã desta sexta-feira (27), o delegado do SIG, Rodolfo Dalto representou pela decretação pela prisão preventiva de Paulinho, sendo que no mesmo dia o Ministério Público manifestou-se favoravelmente e o Judiciário acolheu o pedido.

Divulgação Polícia Civil (SIG)

Logo após ser e interrogado na delegacia, Paulinho confessou que a sua mãe, embriagada, dormiu no chão da sala, momento em que ele passou a estuprá-la. Durante o ato sexual a vítima acordou, sendo então esfaqueada pelo filho.

Após matá-la, Paulinho ateou fogo no corpo. Antes de ir embora Paulinho subtraiu um rádio pertencente ao convivente da mãe. Durante o interrogatório, Paulinho mostrou-se preocupado com o destino de R$ 2.000,00, valor que seria dele e estava em uma conta bancária da mãe




Jardim notícias online

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem