BLOG DO ILDER COSTA
Durante o mandato presidencial de Luis Inácio Lula da Silva (2003-2010), foi instituído um feriado nacional que é comemorado todo dia 20 de novembro.
Esse feriado é uma homenagem a um suposto “herói” dos negros que atende pela alcunha de Zumbi dos Palmares e tem o pomposo nome de “Dia da Consciência Negra”.
Durante o discorrer desse artigo, você entenderá porque colocamos aspas em “herói”. Continue lendo…
Mas antes de falarmos de Zumbi em si, vamos falar um pouco desse feriado.
Durante o discurso do ex presidente para dar legitimidade ao dia, ele deixou claro que o feriado foi criado para homenagear um “líder negro” e que “todos os brasileiros” tem uma divida histórica com os negros.
Vamos deixar claro uma coisa… esse dia nada mais é do que simplesmente manter a segregação entre os brancos, negros, índios e amarelos. Explicamos: o ser humano é igual, a cor da pele não importa, não faz a minima diferença saber se você é negro, branco, etc, etc, etc… todos devem ter o mesmo tratamento e as mesmas oportunidades. Não é isso?


Então, quando se cria um dia para determinada “raça”, você está diferenciando-a das demais. Oras, qual o motivo de fazer essa diferença? Não é salutar esse abismo e isso apenas provoca mais ainda a ira e a eterna discussão que nunca terá fim.
Existe racismo no Brasil? Evidente. Mas existe no mundo todo. É inteligente criar um dia para “homenagear” os negros? Não! Ao invés de criar esse dia ridículo e patético, coisa de governo separatista mesmo, por que não criou o “Dia do Brasileiro”? Pronto. Isso seria uma tacada de mestre.
E devemos lembrar também que essa história de ter uma divida histórica com os negros é de uma imbecilidade que não tem limites. Como você pode dizer que um descendente de italianos, por exemplo, tem essa divida sendo que os italianos vieram para o Brasil (muitos sem querer) para justamente ser mão de obra no lugar dos negros, quando do fim da escravatura, e eram tratados praticamente como escravos?

Um ator negro, respeitado mundialmente falando isso. Vamos pensar, galera…
E por favor… criar um dia desses mirando um cidadão como Zumbi dos Palmares torna mais ainda o dia totalmente desprezível. Entenda porque…
Segundo a wikipedia e o que aprendemos na escola, Zumbi dos Palmares foi  o maior líder negro no Quilombo dos Palmares. Pra quem não sabe, Quilombo eram locais de refugio de todos os escravos africanos e afrodescendentes em todo o continente americano.
Segundo a história conta (de maneira equivocada), Zumbi era o líder desse Quilombo e teria lutado incansavelmente pela libertação dos escravos no Brasil.
Mas só que não… na verdade, Zumbi também tinha escravos, o que aliás naquela época era permitido, por isso não configura crime. Só que ao invés de lutar pela soltura também dos seus escravos, Zumbi lutou sim, mas pela própria soltura.
A maioria das pessoas de etnia negra em nosso país tem Zumbi como um exemplo de luta pela desigualdade social, pela total igualidade das raças e respeito pela cor da pele. Tudo isso é muito bonito, chega a comover, não é? Só que a história real mostra que ele nunca foi esse herói que pintam. Muito pelo contrário, esse “herói” nada mais fez do que tentar salvar a própria pele. Ele não tinha como meta libertar os escravos ou ao menos lutar para que isso fosse viável um dia. Nada disso. Zumbi é um “herói” com pés de barro. É uma mentira. Uma enganação.
Aos que porventura venham ter acessos de fúria ao ler isso, peço que leiam o livro “Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil”. Lá vocês terão toda verdade sobre esse “ícone” mentiroso e criado para ser mais um “herói” no Brasil. Um “herói” de mentira!








NNi noticias






Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem