BLOG DO ILDER COSTA


Foi lido na ultima sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Luzilândia no dia 13 de setembro, o relatório final da CPI ( Comissão Parlamentar de Inquérito) que pede a Cassação do prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes.


O relatório foi lido pelo relator da CPI, vereador Cristóvão Rodrigues de Sousa.

A CPI investiga o não repasse do DUODÉCIMO à Câmara Municipal pelo Poder Executivo de Luzilândia no dia 20 de cada mês dos Exercícios Financeiros dos Anos de 2017, 2018 e 2019.

A Comissão Parlamentar de Inquérito instalou seus trabalhos em 10 de junho de 2019, de lá pra cá, analisou minuciosamente os extratos bancários dos anos de 2017, 2018 e 2019 nos balancetes do Poder Legislativo. A Comissão ainda notificou o acusado para apresentação de defesa prévia, onde NÃO APRESENTOU DEFESA PRÉVIA, ignorando os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Abaixo você acompanha o Relatório na integra, observe que foi anexado os repasses mês a mês.

O relatório aponta ainda que houve CRIME DE RESPONSABILIDADE PRÓPRIO, por parte do prefeito Ronaldo Gomes Azevedo, prefeito de Luzilândia-PI.

Segundo o Relatório o prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes, fere outro principio básico que é IMPEDIR O FUNCIONAMENTO REGULAR DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE LUZILÂNDIA.

O Relatório finaliza alertando que tal conduta configura-se em CASSAÇÃO do mandato eletivo por parte da Câmara Municipal de Luzilândia-PI contra o prefeito Ronaldo Gomes.












Do blog Sampagode

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem